D

    Diego Westphalen

    1seguidor0seguindo
    Entrar em contato

    Comentários

    (26)
    D
    Diego Westphalen
    Comentário · há 4 anos
    Nem entro aqui no mérito acerca do motivo suscitado para suspeição, primeiramente por desconhecer a legislação que determina a suposta suspeição (aliás, se algum colega pudesse contribuir nesse sentido, eu agradeceria), e também pq pretendo aqui fazer análise de outro lado da questão.

    Apesar do tom crítico sobre o julgamento de tal lide ser eminentemente político, para mim está muito claro aqui que a motivação do pedido é eminentemente de caráter pessoal e político. O STF julga a todo instante processos dos quais fazem parte todas as instituições bancárias deste país e, devo dizer, jamais em qualquer desses casos vi qualquer dos ministros se declarar suspeito para julgar qualquer uma delas. Alguém realmente acredita que nenhum ministro do STF tenha qualquer relação credilícia com nenhuma instituição bancária deste país? Seria pueril afirmar isso. Por que então a escolha de apenas um dos ministros do STF para tal "denúncia"? A resposta todos sabemos: a questão é político-ideológica. Mera perseguição a um dos ministros do STF, por ter sido, um dia, advogado do PT, como se isso fosse qualquer demérito na vida profissional de alguém, ou pior, como se fosse motivo de questionar o seu caráter e isenção. Mas é esta birra política que está por trás da denúncia, bem como do artigo aqui relatado.

    O autor da denúncia tem textos publicados com o teor "Impeachment Já!", onde destila ódio e defende o impeachment da Presidente da República, o que já denota sua posição política. Nada verifiquei vindo deste cidadão tão diligente em relação aos ministros do STF, por exemplo, quanto ao fato de o ministro Gilmar Mendes ter solicitado o processo que versa sobre o fim do financiamento empresarial das campanhas e nunca mais o ter devolvido, em clara tentativa de trancar o andamento da matéria. Está com o processo já há mais de um ano, impedindo que seus pares analisem o mérito. Nada a dizer quanto a esta fraude processual do ministro Gilmar Mendes?

    Respeitosamente, devo dizer que não vejo aqui um artigo meramente técnico e apartidário, mas sim uma vontade política de ver jogada por terra a carreira jurídica de alguém, meramente por ter sido em algum momento de sua vida profissional advogado de um partido político com o qual o autor da "denúncia" e o articulista aparentam ter rejeição, como pra mim ficou claro, entre outros momentos, nesta frase em particular: "Partidarismos à parte, fundamento melhor dever-se-ia buscar o Partido dos Trabalhadores na defesa de seu pupilo (...)". Ora, um ministro do STF não é "pupilo" de partido algum, e a palavra de um Senador não é a palavra de um partido.

    Enfim, respeito democraticamente a posição de cada um, mas o que vejo aqui, é, em verdade, uma caça às bruxas motivada pela política.

    Recomendações

    (135)

    Perfis que segue

    Carregando

    Seguidores

    (1)
    Carregando

    Tópicos de interesse

    Carregando
    Novo no Jusbrasil?
    Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

    ANÚNCIO PATROCINADO

    Outros perfis como Diego

    Carregando

    Diego Westphalen

    Entrar em contato